Não perca o E-book!

Inscreva-se para receber o E-book CCDAE grátis com 101 reflexões no Evangelho!

E-mail respondido: O jejum de Isaías 58 e o Deus que é Amor

"Amados, amemos uns aos outros, pois o amor procede de Deus. Aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor" 1 João 4:7 e 8 #CrendoComoDizAEscritura

Deus é amor

                       Deus é amor

—–Mensagem original—–

De: Joaquim <ocultado por questão de sigilo>

Para: bruno@crendocomodizaescritura.com.br

Assunto: Isaias 58,1-12

Corpo da mensagem:

Boa tarde,
Desejo receber explicação sobre Isaias 58,1-12 e Jo4,7-12.
sem mais obrigado

Resposta:

Graça e Paz! Antes de tudo, obrigado pelo contato e perdão por ter demorado a responder  seu e-mail, pois só recebi ele há dois dias atrás. Quanto a Isaías 58, eu já escrevi um texto sobre o assunto no meu site. Clique aqui para acessar.

Quanto a 1 João 4:7-12, onde se diz também que Deus é Amor,  primeiramente, não podemos ignorar o seu texto antecedente; e o assunto central do texto antecedente é a questão do identificar/discernir os falsos profetas dos verdadeiros e reconhecer o Espírito da verdade e o espírito do erro.

“Amados, não creiam em qualquer espírito, examinem os espíritos para ver se eles procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo.
Nós viemos de Deus, e todo aquele que conhece a Deus nos ouve; mas quem não vem de Deus não nos ouve. Dessa forma reconhecemos o Espírito da verdade e o espírito do erro.” 1 João 4:1 e 6

Então depois João nos dá uma prova inequívoca para sabermos se um profeta/espírito é de Deus, conhece a Deus e vem da parte de Deus, veja:

“Amados, amemos uns aos outros, pois o amor procede de Deus. Aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus.
Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor”
1 João 4:7 e 8

Conhecer a Deus é conhecer o Amor, pois Deus é Amor. Não existe relacionamento com Deus que não seja baseado no Amor expressado por Cristo e pelo Evangelho aos homens. Um relacionamento com Deus implica, necessariamente, ser afetado por esse Amor, ou seja, pelo Deus que é Amor. Daí que vem a mudança do Cristão! Não vem da Lei, das obras ou dos adestramentos sociais, mas sim desse cordão umbilical chamado fé no Evangelho de Cristo, através do qual aprendemos Dele.  Fora isso, podemos nos relacionar com uma doutrina, com a Lei de Moises, com o medo, com motivacionalismos, com o “deus” de nossa imaginação, mas não com o Deus que Cristo descreveu aos homens.

Continuando, João descreve a maior atitude de Amor divino por nós, que é seu sacrifício feito em nosso favor.

“Foi assim que Deus manifestou o seu amor entre nós: enviou o seu Filho Unigênito ao mundo, para que pudéssemos viver por meio dele.
Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos pecados.” 1 João 4:9 e 10

Depois, ele diz, com outras palavras, que devemos amar os nossos semelhantes como uma extensão desse amor com que Deus nos amou.

“Amados, visto que Deus assim nos amou, nós também devemos amar uns aos outros.” 1 João 4:11

Por fim, ele diz que, se amarmos uns aos outros, Deus (que é Amor), permanece em nós.

“Ninguém jamais viu a Deus; se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor está aperfeiçoado em nós.” 1 João 4:12

Se existir um medidor para sabermos o quanto de Deus há em nós, com certeza esse medidor é o Amor, pois Deus é Amor.

Espero ter respondido suas perguntas irmão. Graça e Paz.

Att, Bruno Monsores – Crendo como diz a Escritura

Quer enviar sua pergunta também? Então acesse o link: https://www.crendocomodizaescritura.com.br/entre-em-contato/

 

Comente por meio de seu Facebook

Avatar

Bruno Monsores é Escritor, Evangelista e Idealizador do site de ensino do Evangelho Crendo como diz a Escritura (CCDAE), pelo qual ensina e anuncia o Evangelho da Graça de Deus.

Gostou da mensagem?

Inscreva-se para receber novas mensagens diretamente em seu e-mail!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.