Não perca o E-book!

Inscreva-se para receber o E-book CCDAE grátis com 101 reflexões no Evangelho!

ESTUDO: AINDA RESTA UM DESCANSO SABÁTICO PARA O POVO DE DEUS – HEBREUS 4:9-10

Ainda resta um descanso sabático para nós, povo de Deus. Com esse estudo bem completo sua vida será mais um pouco edificada na fé da nova aliança. #CrendoComoDizAEscritura

Descanso sabático

                   Descanso sabático

Marcos 2:23   Certo sábado Jesus estava passando pelas lavouras de cereal. Enquanto caminhavam, seus discípulos começaram a colher espigas.

Marcos 2:24   Os fariseus lhe perguntaram: “Olha, por que eles estão fazendo o que não é permitido no sábado?”

Jesus agora está diante de mais uma pergunta de um grupo que não era moleza. Ele estava diante de um grupo extremamente inflexível, moralista, dogmático e literal em seu modo de interpretar as escrituras judaicas e a existência a volta deles. Era um grupo que usava a literalidade do “pode e não pode” da Lei do Moisés como argumentos de validação de sua própria doutrina contra o ensino de Cristo.

Israel tinha a promessa de Deus que o Messias prometido viria para revelar a Palavra de Deus aos corações dos homens, de forma que, em Cristo, temos o verdadeiro interpretar espiritual da escritura e da existência. O próprio messias estava diante dos fariseus com a interpretação correta do descanso sabático; mas, por conveniente  poder religioso-social-político, os fariseus não davam o braço a torcer. Como toda seita que se baseia nas escrituras, eles tinham patenteado a Palavra de Deus com seu errado modo de interpretar as escrituras. Todavia quem estava diante deles era o próprio verbo que se fez carne, era a própria Palavra de Deus em carne dentre os homens. Era a verdadeira interpretação das escrituras e da existência.

 Os fariseus eram capazes, por exemplo, de darem religiosamente o dízimo de tudo o quanto ganhavam, mas não eram capazes da compaixão e da misericórdia. Eles guardavam, exteriormente, muitos mandamentos da Lei de Moisés (A Lei vigente da época), porém com as motivações erradas e ocos do significado da verdadeira esperança proposta (o Reino de Deus que viria ao coração dos homens pelo Messias) Daquele que havia de vir e que já estava diante deles, dizendo: “O reino de Deus é chegado”. Cristo veio e desestruturou aquela seita dominante, iluminando os olhos do entendimento daquela geração, pois quem ilumina o interpretar e “instala” o Reino de Deus no coração dos homens é o Espírito Santo, ou seja, é o Espírito de Deus – o mesmo que estava sobre Jesus.

Jeremias 31:33 “Esta é a aliança que farei com a comunidade de Israel depois daqueles dias”, declara o Senhor: “Porei a minha lei no íntimo deles e a escreverei nos seus corações. Serei o Deus deles, e eles serão o meu povo.

Sim, o mandamento agora foi o que Cristo revelou, e se resume em: “Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como Eu vos amei; que dessa mesma maneira tenhais amor uns para com os outros.” João 13:34

Só podemos interpretar todo o desenrolar da história bíblica se tivermos o espírito do Amor de Cristo; pois, sem Amor, qualquer história fica sem luz e vazia do verdadeiro significado. E foi justamente com o interpretar do Amor de Deus que Cristo respondeu à pergunta dos fariseus. Vamos ler a resposta do Mestre:

Marcos 2:25   Ele respondeu: Vocês nunca leram o que fez Davi quando ele e seus companheiros estavam necessitados e com fome? 

Marcos 2:26   Nos dias do sumo sacerdote Abiatar, Davi entrou na casa de Deus e comeu os pães da Presença, que apenas aos sacerdotes era permitido comer, e os deu também aos seus companheiros. 

Marcos 2:27   E então lhes disse: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado. 

Marcos 2:28   Assim, pois, o Filho do homem é Senhor (dono) até mesmo do sábado.

Em outras palavras Cristo está dizendo, mencionando o exemplo do que aconteceu com Davi, que a lei vigente da guarda do sábado só é válida enquanto ela não fere a Lei do Amor e da solidariedade. Tanto Davi quanto o próprio Cristo violaram o sábado para praticarem o bem; pois, como Cristo deixou claro no versículo 27, o sábado foi estabelecido para servir ao Homem, e não o homem para servir dogmaticamente ao sábado. O sábado também não foi estabelecido para o benefício de Deus, Deus não precisa descansar ou ser beneficiado, pois Ele é Deus e Dono de todas as coisas, inclusive do sábado. Note que os chamados “pães da Presença” eram destinados apenas ao sacerdotes, e isso não se tratava de uma lei dogmática – se tratava do cuidado de Deus para com os sacerdotes. Quando Davi e os seus companheiros encontram-se em situação de necessidade, eles também partilham dos “pães da presença”, e Deus não os repreende, pois tudo o que vale para Deus é a Lei do Amor e da misericórdia.  É interessante notar que mandamentos sem o entendimento de seus significados em Amor e em Graça acabam se tornando meros rituais e dogmas ocos de significados. Cristo instala em nossos corações a Lei do Amor e da Graça, com isso Cristo significa a nossa vida e nos dá esperança. Sim, ele nos enche de significado existencial em fé. Tudo começa a ganhar significado, cor e sentido. Mas, continuando…

 A comunidade dos colossenses era uma comunidade cristã gentílica que sofria de um problema muito comum entre as igrejas do primeiro século: judeus querendo judaizar cristãos. Paulo, o chamado apóstolo dos gentios, combatia muito tal pratica. O judeus religiosos estavam julgando a comunidade por não aderirem as observâncias do judaísmo. Leia o que Paulo escreveu aos Colossenses:

 Colossenses 2:16  Portanto, não permitam que ninguém os julgue pelo o que vocês comem ou bebem, ou com relação a alguma festividade religiosa ou à celebração das luas novas ou dos dias de sábado. 

No versículo seguinte Paulo diz que tais observâncias judaicas eram sombras da realidade concretizada e consumada em Cristo.

Colossenses 2:17  Estas coisas são sombras do que haveria de vir; a realidade (imagem encarnada, nítida e perfeita), porém, encontra-se em Cristo.

Uma vez que as sombras (incluindo o descanso sabático) viraram realidade encarnada, está consumado! Não vivemos mais dos simbolismos das sombras, pois Ele já veio concretizou e consumou todas as coisas. Os simbolismos ganharam corpo e concreção nele. Não devemos guardar um dia na semana para descansar físico-religiosamente. Não devemos fazer um descanso sabático religioso. Na bíblia sábado é sinônimo de paz e descanso, porém a guarda do sábado era praticada de maneira dogmática pelos judeus religiosos — sem o devido significado esperançoso e pacificante nos seus corações de que o messias viria e instalaria o Seu Reino de Amor e descanso no coração de todos os que confiassem Nele. Em falar em confiança em Deus, a carta aos Hebreus vai dizer que aquele povo do Egito não entrou no descanso por falta de confiança. Veja:

Hebreus 3:18  E a quem jurou que nunca haveriam de entrar no seu descanso? Não foi àqueles que foram desobedientes?

Hebreus 3:19  Vemos, assim, que por causa da incredulidade não puderam entrar.

Mais à frente na carta o autor vai dizer que nós que cremos nas boas novas entramos no descanso prometido.

Hebreus 4:2   Pois as boas novas foram pregadas também a nós, tanto quanto a eles (a geração do Egito); mas a mensagem que eles ouviram de nada lhes valeu, pois não foi acompanhada de confiança por aqueles que a ouviram. 

Hebreus 4:3a  Pois nós, os que confiamos, é que entramos naquele descanso (descanso que o povo do Egito não entrou), conforme Deus disse…

Mais um pouco à frente o autor vai dizer que Deus estabeleceu um outro “dia”, que a bíblia chama de “hoje”, para salvar o seu povo de seus pecados e entregar-lhes o descanso de seu Reino. Esse dia foi profetizado por Davi quando ele disse: “Se hoje vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração”. Essa voz é a voz da Graça de Cristo a todos nós. Preste atenção na narrativa aos Hebreus:

 Hebreus 4:7  Por isso Deus estabelece outra vez um determinado dia, chamando-o “hoje”, ao declarar muito tempo depois (depois do Egito), por meio de Davi, de acordo com o que fora dito antes: “Se hoje vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração”. 

Hebreus 4:8  Porque, se Josué lhes tivesse dado descanso, Deus não teria falado posteriormente a respeito de outro dia.

Sim, Josué não foi capaz de dar descanso, mas Jesus sim no dia de “hoje” — pois o próprio D.N.A de Deus veio, morreu e ressuscitou para consumar nossa entrada no Seu Reino-descanso. Sim, nós que cremos entramos na “terra prometida”.

Depois dos versículos já apresentados, o autor fecha o raciocínio da revelação dizendo que, para o povo de Deus em Cristo, ainda resta uma “guarda de sábado/descanso sabático”. Confira qual é esse descanso:

Hebreus 4:9  Assim, ainda resta um descanso sabático (algumas bíblias dizem “resta uma guarda de sábado”) para o povo de Deus; 

Hebreus 4:10  pois todo aquele que entra no descanso de Deus (ou seja, aquele que confia em Cristo), também DESCANSA DAS SUAS OBRAS, como Deus descansou das suas.

Os Judeus messiânicos ainda estavam fazendo as obras mortas da Lei, eles estavam reconstruindo para a vida deles todas as sombras da Lei (incluindo o descanso sabático) que ganharam revelação, corpo, concreção e consumação em Jesus, o Messias. Nós, que entramos no descanso, devemos também descansar de nossas obras, pois ainda resta um descanso para o povo de Deus: descansar das suas obras, assim como Deus descansou das Suas. Paz de Cristo a todos os leitores.

Gostou desse texto ? Possui mais alguma dúvida sobre o assunto? Então se inscreva para receber novas mensagens diretamente no seu e-mail pessoal, e comente através do campo abaixo.

Estudo recomendado: A POSTURA DE CRISTO DIANTE DA CULTURA RELIGIOSA DE SUA ÉPOCA

Comente por meio de seu Facebook

Avatar

Bruno Monsores é Escritor, Evangelista e Idealizador do site de ensino do Evangelho Crendo como diz a Escritura (CCDAE), pelo qual ensina e anuncia o Evangelho da Graça de Deus.

Gostou da mensagem?

Inscreva-se para receber novas mensagens diretamente em seu e-mail!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.